Presentinhos para estante digital

Cartaz de Mary Vieira para a Panair do Brasil, anos 1960

Uma coisa sempre muito chata neste nosso mercado de arte é a falta de memória e de registro. Há livros muito caros, mas também há catálogos e folders gratuitos, cuja distribuição é para lá de complicada. Pensando nisso, vou passar a oferecer aqui o material gráfico de exposições das quais assinei  a curadoria. Farei isso, é claro, apenas com os que não têm preço de capa. Piratear livro com ISBN é crime.

Começo com dois regalitos: o catálogo (aqui) e o folder (aqui) de “Diálogo concreto – Design e construtivismo no Brasil”, que foi montada na Caixa Cultural do Rio de Janeiro em 2008 e apresentou os trabalhos de Lygia Pape, Lygia Clark, Amilcar de Castro, Almir Mavignier, Waldemar Cordeiro, Aluisio Carvão, Abraham Palatinik, Geraldo de Barros, Alexandre Wollner e Mary Vieira como designers. Embalagens, cartazes, logomarcas, móveis e objetos mostram que eles aplicaram nestes produtos para consumo de massa os princípios mais arrojados da vanguarda construtiva brasileira.

O projeto gráfico deste material é de Fernando Leite e a produção da exposição foi assinada pela Tisara.

3 thoughts on “Presentinhos para estante digital

  1. Prezada Daniela
    O cartaz “dc7c panair do brasil” é de 1957.
    Precisando de informações sobre Mary Vieira, pode sempre entrar em contato com o núcleo de pesquisa mary vieira, em São Paulo. Estamos a disposição.
    Cordialmente,
    Malou von Muralt

    Gostar

  2. oi Daniela!
    agradeço muitíssimo pela possibilidade de obter o catálogo por aqui.
    em 2008, levei os alunos à mostra aqui no rio, ponto de partida pra bons debates.

    agora vou levar Diálogo Concreto pra sala de aula.
    muito bom encontrar teu blog!
    até logo!

    um abraço,
    Tatiana

    Gostar

    1. Oi, Tatiana! Que delícia receber este comentário. Adorei saber que o “Diálogo” foi para a sala de aula. Estou super em falta com o blog, mas é que tenho trabalhado MUITO fora dele. Em novembro farei outra exposição na Caixa, “Mapas invisíveis”. É uma conversa entre arte contemporânea e a cidade do Rio. Espero que vc e seus alunos gostem!

      Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s