Louise Bourgeois no Festival do Rio

Louise e uma de suas aranhas, em 1996

Vi ontem Louise Bourgeois: a aranha, a amante e a tangerina, documentário sobre a artista francesa que foi incluído no Festival do Rio. O filme, dirigido por Marion Cajori e Amei Wallach, é uma produção norte-americana de 2008, mas recupera imagens da escultora em vários momentos de sua carreira, com entrevistas longas e reveladoras realizadas em seu ateliê no Brooklyn e sua casa em Manhattan. Mostra ainda como a memória norteou o trabalho deste nome fundamental para arte do século XX e, mais do que isso, como Louise representou um caminho marginal e riquíssimo para o que era produzido em Nova York, Meca de todas as artes, depois da Segunda Guerra.

Se você não sabe a razão para a tangerina no título do filme, não vou contar, porque este é um dos momentos mais perturbadores da sessão.

Só há mais uma oportunidade para ver o documentário: dia 7 de outubro, quinta-feira, às 16h, no Cine Glória. Quer o código para comprar logo? GL054.

Aí embaixo, o trailer.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s