Instalações na SP Arte

Trabalho de Carla Guagliardi no prédio da Bienal

De SP

Louvável a iniciativa da SP Arte, que este ano dedicou um andar inteiro para trabalhos de instalação/intervenção, mostrando ainda uma série de obras em vídeo.

No caso dos projetos de site specific, o prédio da Bienal nem sempre ajuda, já que a parede de vidro criada por Niemeyer – uma marca da qual o arquiteto não abre mão nem em seus projetos mais recentes, embora ela seja um tanto quanto incompatível com espaços museológicos – engole tudo o que está perto dela quando não há isolamento feito por painéis. Aconteceu isso com a bela Mamute, de Eduardo Climachauskas, por exemplo.

Mas de todo jeito foi bom ver esta composição de mármore e alumínio, bem como as galerias se mobilizando para montar trabalhos de artistas como Zilvinas Kampinas (Lamniscate é sensacional, mas dificílimo de fotografar: uma fita de Moebius “animada” por dois ventiladores de pé), Regina Silveira, Luiz Zerbini, Carla Guagliardi, Marcelo Cidade (adquirido para o MAM-SP), Paulo Vivacqua, Wagner Malta Tavares, Marepe, Ivan Navarro, Renata Padovan, Alice Miceli e Ana Holck, entre outros. Muitos foram adquiridos por colecionadores e patrocinadores para instituições culturais.

Bis!

Este slideshow necessita de JavaScript.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s