Ai Weiwei na Suíça

"Estudo de perspectiva", 1995-2010: a imagem fala por todos nós

O Fotomuseum de Winterthour, na Suíça, abre sábado um panorama da obra em fotografia do artista chinês Ai Weiwei. Conhecido pela imensa força poética de seus trabalhos, mas também pelas críticas à ditadura comunista de seu país, Weiwei foi preso no dia 3 de abril, quando saía de Pequim rumo à Europa. Na época, não foi dada nenhuma explicação para sua detenção. No último dia 20, porta-vozes do governo chinês disseram que ele está preso por sonegação fiscal e que estaria devendo uma “grande quantia” ao fisco. A Anistia Internacional, no entanto, continua se mobilizando para sua soltura, alegando que não há provas concretas para esta acusação e que isso seria um recurso para manter detido um opositor do regime.

Não se sabe maiores informações sobre o estado físico do artista, que sensibilizou a Europa no ano passado, ao apresentar na Tate Modern, em Londres, uma enorme instalação feita com microesculturas simulando sementes de girassol feitas em cerâmica. Aqui no Brasil, Ai Weiwei esteve presente na última edição da Bienal de São Paulo, também em 2010, com a obra Círculo dos animais/ Cabeça do Zodíaco.

A obra é inspirada em figuras de um relógio ancestral da China, que marcava a passagem de tempo no ritmo de um jorro d’água que saía da cabeça dos animais que representam os signos do horóscopo chinês. Em 1860, tropas francesas e inglesas saquearam o palácio onde estava a fonte, levando as esculturas. O projeto do artista era instalar várias cópias do Círculo dos animais pelo mundo, reativando sua carga simbólica. Uma versão do trabalho para Nova York estava em processo quando ele foi levado para a prisão.

O blog de Ai Weiwei (aqui) tem sido tirado frequentemente do ar. A página na internet era a plataforma para a contestação e a difusão de informações que o governo impede que saiam do território chinês.

Abaixo, você vê uma galeria com fotos que estarão na Suíça, além dos trabalhos que estiveram na Tate e no prédio da Bienal no Ibirapuera. Os créditos dos fotógrafos estão em cada imagem.

Este slideshow necessita de JavaScript.

2 thoughts on “Ai Weiwei na Suíça

  1. Daniela, este artigo traz todas novas informações sobre a acusação contra Weiwei (evasão de divisas) – porém, paralelamente ao artista, a situação dos seus colaboradores pode ser muito mais dramática. Dá uma lida, que vale a pena. O artigo tb examina a colaboração entre os museus americanos e o governo chinês.

    http://www.artinfo.com/news/story/37734/chinese-officials-accuse-ai-weiwei-of-tax-evasion-while-us-museums-are-criticized-for-partnering-with-china/

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s