Anselm Kiefer nos cinemas

Um documentário sobre Anselm Kiefer, Over your cities the grass will grow, está sendo exibido em Nova York até o dia 23 de agosto, durante o Film Forum, e estreia em outubro no circuito comercial da Europa e dos Estados Unidos.

A diretora britânica Sophie Fiennes acompanhou os últimos dias do artista no ateliê labiríntico que ele construiu no Sul da França. Em 1993, Kiefer deixou a Alemanha natal e se mudou para uma fábrica de seda abandonada em Barjac, cidade próxima a Montpellier e Marselha. Reformou os antigos prédios até torná-los habitáveis e contratou uma equipe para cavar uma rede de túneis subterrâneos, sustentados por uma bem pensada estrutura de concreto. Este labirinto embaixo da terra tinha um pé-direito capaz de abrigar a escala monumental de telas e esculturas feitas de vidro, madeira, chumbo, terra e outros materiais.

Kiefer hoje mora em Paris, ocupando com a família um armazém fora dos limites da cidade. Mas seus últimos dias em Barjac foram capturados por Over your cities the grass will grow. A ideia para o filme foi do próprio artista, que convidou a diretora a visitar os subterrâneos. Ruína pós-moderna, o ambiente impressiona quem tem intimidade com a atmosfera mitológica daquele que pintou Lilith e outros personagens arquetípicos.

Nascido em 1945, Kiefer foi criança em uma Alemanha soterrada pelos escombros da Segunda Guerra. Seu trabalho foi sempre transpassado pela história e a identidade cultural do país. Tornou-se conhecido na década de 1980, quando representou a Alemanha na Bienal de Veneza e foi grande influência para a chamada “Geração 80” da pintura brasileira.

Os trechos do filme que já estão circulando na internet – alguns incluídos neste post – proporcionam a experiência fascinante de ver Kiefer em ação. Ele aparece usando roupas largas e empunhando um maçarico, quebrando enormes placas de vidro ou coordenando operários, que empilham lajes de concreto. Em todos os momentos, parece estar se divertindo imensamente com o trabalho.

É possível associar a imagem do labirinto de túneis à experiência recente da Europa com o Holocausto ou com bombardeios aéreos. Mas também enxergamos as catacumbas turcas e romanas, tempos e espaços distantes e díspares, conciliados por uma geração que conviveu com os fantasmas da história e com os da própria arte. Na Alemanha do Neoexpressionismo, na Itália da Transvanguarda e no Brasil dos anos 1980, os pintores convidaram estes espectros de outros tempos – falange de um outro mundo, uma outra pintura, moribunda cada vez mais potente – para um grande banquete.

Mais do que retomar a pintura, a geração de Kiefer recosturou os vínculos com a perenidade das imagens. E fez isso através de um fazer-labuta, artesanal, mão na massa, tão presente no filme, e também através de um certo destemor com a subjetividade.

Ao chamar alguém para registrar os últimos dias na fábrica de seda, Kiefer atualiza a grande celebração – ou seria melhor falar de grande réquiem? – que ele empreendeu com seus contemporâneos. Possibilita o registro de um ambiente que, como seu trabalho, fala um pouco daquilo que pode ser eterno na efemeridade que permeia todas as imagens e todas as coisas.

O título do documentário vem uma frase da Bíblia que o artista cita durante as filmagens. A grama anunciada pelas escrituras, que destruiria tudo e cobriria as cidades, também vai crescer em Barjac, devolvendo à fábrica de seda seu ar de ruína. E é na ruína que se vê com exatidão não o vestígio da história, mas a passagem do tempo.

O capim pode voltar a crescer. Já está crescendo.

One thought on “Anselm Kiefer nos cinemas

  1. O Kiefer é um dos meus ícones sagrados , no meu blog o post desta semana fala dele seus livros , a expo que vi em Montreal. E em especial do livro Kiefer s”attaque à la matière. Gostei do teu Blog Daniela- acho que vais gostar do meu louborghetti.blogspot.com Obrigada Lou

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s