Anri Sala e Clash

Em ritmo de sexta-feira, outro vídeo incrível apresentado nesta Bienal de São Paulo, que abre ao público amanhã: Le Clash, do não menos incrível Anri Sala.  Com apenas 36 anos, Sala nasceu na Albânia e se inspirou no passado comunista do país no início da carreira. Hoje vive e trabalha em Paris e  já tem seu lugarzinho garantido na história da arte contemporânea, sobretudo por sua obra recente, que tem na memória – individual e coletiva – um dos motores mais importantes.

Neste vídeo deste ano, ele mistura os escombros de uma casa de punk rock em Bordeaux, onde o Clash se apresentou no passado, com os ecos que a canção Should I Stay or Shoud I Go ainda fazem na lembrança dos moradores da cidade. Na Bienal, uma caixinha de música instalada próxima à vidraça do pavilhão também replica as notas da tela.

Sutil e muito emocionante, o vídeo é visto aqui apenas em um trecho e numa gravação para lá de doméstica feita por esta que vos fala. Merecia melhor apuro técnico, por isso seguem dois brindes abaixo.

Um fim de semana dançante para todos!

+++

Um outro trabalho do artista ligado à música, a performance Spurious Emission.

+++

Para ouvir Shoud I Stay or Shoud I Go com The Clash.

2 thoughts on “Anri Sala e Clash

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s