Gil Vicente, a OAB e a Bienal

Este slideshow necessita de JavaScript.

O papelão da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) de São Paulo, que pediu a proibição da série Inimigos, de Gil Vicente, alegando que ela estimula a violência, fez com que o artista pernambucano dominasse as atenções na coletiva de imprensa da 29a Bienal, hoje, no Ibirapuera.

Questionado sobre o possível exagero da OAB, o curador Agnaldo Farias foi categórico:

– Que há um exagero até a torcida do Flamengo concorda. Mas uma atitude destas vindo da OAB, uma instituição que tanto lutou pela liberdade no país, é desalentadora. Acusar a obra de Gil Vicente de estimular a violência é a mesma coisa que dizer que Édipo Rei faz a apologia do parricídio. Nós não esperávamos esta publicidade gratuita, mas vamos aproveitá-la, porque de resto Gil Vicente merece, por motivos que não têm nada a ver com este episódio, todo o sucesso e divulgação para seu ótimo trabalho.

Apesar de o presidente Lula ser um dos retratados pela série de desenhos – o tucano Fernando Henrique Cardoso e o Papa são outros dos personagens ameaçados por um autorretrato do artista – o representante do ministério da Cultura, José Luiz Herência, que esteve presente à entrevista, disse que o governo federal é contra qualquer tipo de censura:

– A liberdade de expressão é uma conquista inegociável. Vamos torcer para que a OAB paulista volte atrás.

5 thoughts on “Gil Vicente, a OAB e a Bienal

  1. Sempre li, mas preferi não commentar, porém agora. Arte é arte e não deve ser sensurada e sim interpretada, refletida, lida, apreciada por todos.

    Gostar

  2. A liberdade de expressão é uma conquista inegociável, Ok isto não se discute. Mas como estamos aqui num exercício pleno da liberdade de expressão, eu gostaria de pintar de preto o desenho do FHC deixando visível apenas um quadrado negro, no caso do Lula ficaria visível um círculo vermelho digamos, no de Bento XVI um retangulo amarelo e asim por diante e isto tudo feito nas dependências da própria exposição da Bienal, fazendo sumir toda e qualquer referência do desenho do referido artista. Como você colocaria esta minha “liberdade de expressão”? Estou apenas me expressando. Tudo é permitido sob as luzes da “liberdade de expressão”, mas nem tudo é aceitável. Saudações

    Gostar

    1. Cara, o que vc quer dizer com isso? O trabalho é fantástico, atual, envolvente. O Gil é só um cara do povo dizendo o que sente. Arte é isso. Ele não pode ser acusado de incitar ao crime, pois ele direcionou toda essa energia para um outro canal. Já dizia Ferreira Gullar: ” a Arte existe porque a vida só não basta” Um abraço

      Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s